terça-feira, 21 de junho de 2016


"Para que uma pessoa se exprima enquanto corpo que realiza seus próprios desejos, é necessário que ela cresça não em sua individualidade absoluta, mas em suas relações com os outros e com o mundo." 

Gonçalves, M. A. S. (1994). Sentir, pensar, agir. Corporeidade e educação. Campinas, SP: Papirus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário