Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2015

Piramide de Maslow

Maslow (1908-1970) identificou uma hierarquia de necessidades: uma ordem de classificação das necessidades que motivam o comportamento humano (ver Figura 2-1). Segundo Maslow (1954), as pessoas só podem empenhar-se para atender necessidades superiores depois que satisfizeram necessidades básicas. A necessidade mais básica é a sobrevivência fisiológica. Pessoas famintas correm grandes riscos para obter alimento; somente depois de obtê-lo podem preocupar-se com o próximo nível de necessidades, aquelas referentes à segurança pessoal. Essas necessidades, por sua vez, precisam estar substancialmente satisfeitas para que as pessoas possam livremente buscar amor e acei-tação, estima e realização e, por fim, auto-realização, a plena realização do potencial. As pessoas auto-realizadas, disse Maslow (1968), possuem uma aguçada percep- ção da realidade, aceitam a si mesmas e aos outros e apreciam a natureza. São espontâ- neas, altamente criativas, autodirigidas e boas na resolução de problemas…

Entrevista com Irvin D. Yalom: ‘A consciência da finitude nos ensina a viver'

Veja.com | De Maria Carolina Maia
Quando escreve, em especial quando relata casos de pacientes que atende em seu consultório, o psiquiatra americano Irvin D. Yalom, hoje professor emérito de Stanford, onde lecionou por mais de 50 anos, tem em mente como leitor ideal o estudante de psicologia. Seus livros, porém, são um sucesso que extrapola esse nicho - vide o caso de Quando Nietzsche Chorou, romance com 5 milhões de cópias vendidas pelo mundo, 500.000 só no Brasil. O apelo da obra de Yalom se deve à universalidade dos temas que explora. Em Criaturas de um Dia (tradução de Ivo Korytowski, 176 páginas, 29,90 reais), livro recém-lançado pela editora Agir, o autor de best-sellers como A Cura de Schopenhauer trata do envelhecimento e da morte, a partir dos medos de seus pacientes, mas também dos próprios.
"Odeio essas situações embaraçosas. Reconhecer rostos nunca foi meu forte, e conforme envelheci isso foi progressivamente piorando", escreve, em certo trecho do livro. "C…

Pulsações

"As forças naturais que se encontram dentro de nós são as que realmente curam nossas doenças."
(Hipócrates)

“O que é de grande valor humano é ele ser uma ponte e não um fim; o que se pode amar no humano é ele ser uma passagem e não um acabamento.” 
(Nietzsche)