domingo, 14 de junho de 2015

No início


por certo
teus pequeninos olhos seguiam
casas, vielas e ruas
o habitar sem rosto das cidades 

nos fundo deles
um cor indefinível
uma lembrança de queda

fixava rachadura cimentais,
fileira de formigas o carregar das folhas
mãos grandes sobre a mesa
mastigar e engolir á seco palavras

quando tudo era vertigem e medo

Autoria própria, 16/10/2014

Nenhum comentário:

Postar um comentário