quarta-feira, 8 de abril de 2015

Função e campo da fala e da linguagem em psicanálise


A ação do sujeito no fort-da é exemplar para nomear o vazio da ausência da mãe com a alternância presença/ausência do carretel. O sujeito “eleva seu desejo à segunda potência...”. “O símbolo se manifesta, inicialmente, como assassinato da Coisa, e essa morte constitui no sujeito a eternização de seu desejo.” 

(Escritos, p.320) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário