segunda-feira, 7 de abril de 2014

Começo do mundo



teus olhos a ser os meus
espelho a plantar alma
no meu corpo

as paisagens de você
preenchiam as minhas aflições de não-ser
ainda

gerando-me de novo.

no começo do mundo

Própria autoria, 31.05.2013 

Nenhum comentário:

Postar um comentário