Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2013

Hemel (2012)

Hemel  (que significa céu em holandês) é um sensível drama de  2012, estrelado pela jovem atriz Hannah Hoekstra  e Hans Dagelet (Gijs), dirigido por  Sacha Polak. O filme se destaca pela poética fotografia e crua realidade das dificuldades do relacionamento do pai Gigs com sua filha Hemel. Gigs cria sua filha sozinho após um caso passageiro em que a mãe da criança comete suicídio. Não estabelece uma relação de amor com outra mulher, tendo várias tentativas ao longo da vida até sua filha se tornar adulta. Hemel torna-se uma jovem agressiva, provocativa, mantendo uma vida sexual com diferentes parceiros evitando qualquer tipo de envolvimento afetivo. Em uma das cenas em que um homem é carinhoso após terem relação sexual ela diz: “você não precisa fazer isso.” Diz que não gosta de pós-preliminares e acabar por pedir para ele sair. Hemel se identifica com o pai, mas sem perceber que o padrão do pai é menos rígido. Ele mantém relações sexuais/afetivas por um tempo, é monogâmico, embora nã…

PSICANÁLISE & LITERATURA: Clarice Lispector: Inquietações do inacessível

Clarice Lispector, uma das personalidades mais inteligentes e sensíveis do cenário cultural brasileiro, publicou por muitos anos uma coluna semanal no “Jornal do Brasil”, que foram reunidos no livro “A DESCOBERTA DO MUNDO”. Nestas crônicas, Clarice se desvelava: “Na literatura de livros permaneço anônima e discreta. Nesta coluna, estou de algum modo me dando a conhecer.” No texto de 29/8/1970, Clarice revela por meio de uma linguagem clara e simples, na forma de perguntas e respostas, a densidade e profundidade de seu mundo subjetivo.
                      “Perguntas e Respostas para um Caderno Escolar”

- Qual é a coisa mais antiga do mundo?  Poderia dizer que é Deus que sempre existiu.
- Qual é a coisa mais bela? O instante de inspiração.
- E Deus quando criou o Universo não o fez no momento de Sua maior inspiração? O Universo sempre existiu. O cosmos é Deus.
- Qual das coisas é a maior? O amor, que é o maior dos mistérios.
- Qual das coisas é a mais constante? O medo. Que pena que …

Todo Mundo Quer Amor - Jorge Forbes em Entrevista para a Revista Marie Claire

O psicanalista e psiquiatra Jorge Forbes* fala que a felicidade amorosa não tem garantia. Ele acredita que buscá-la é obrigação de todos. Mesmo sabendo do risco de se machucar no caminho.
Marie Claire: É impossível ser feliz sozinho? Jorge Forbes: Todo ser humano necessita de alguém que o incomode, que o desafie todos os dias. Quando acontece o encontro, um acorda o outro e é bom, as pessoas precisam de alguém que as retire do comportamento individualista. A mulher deve ser "a pedra no caminho" do homem, como nos versos de Carlos Drummond de Andrade. É ela quem alerta o homem, porque ele é mais acomodado e ela é mais inquieta. O encontro faz com que os dois tenham motivo para reinventar a vida todos os dias. Mas felicidade dá trabalho.

MC: Fixar-se na falta do parceiro é uma atitude infeliz?
JF: Idealizar que o parceiro é a fonte da felicidade tem dois lados ruins:
1. Enquanto está sem par, a pessoa desvaloriza as outras conquistas da vida, que também são importantes, mas acaba…

Frases sobre o Amor II Jacques Lacan

"Amamos aquele que carrega o traço do objeto anteriormente amado, e a tal ponto que poderíamos afirmar que, na vida, todos os seres que amamos se assemelham por um traço. Efetivamente, quando temos um novo encontro, é frequente ficarmos surpresos ao constatar que ele traz a marca da pessoa anteriormente amada. A idéia genial de Freud consistiu em revelar que essa marca que persiste e se repete, no primeiro, no segundo e em todos os outros parceiros sucessivos de uma história, que essa marca é um traço, e que esse traço não é outra coisa senão nós mesmos. O sujeito é o traço comum dos objetos amados e perdidos no curso da vida."
(Jacques Lacan).