segunda-feira, 29 de julho de 2013

Humano - Roseana Murray


para mim interessa
o que é humano
o lodo acumulado
no fundo da almas
as tranças espessas
o nó cego dos sentimentos
a corda do desespero
em volta do pescoço
o estalido noturno
dos ossos

o que é demasiadamente
humano
o lodo afiado de cada um
a faca a navalha do louco
os atos insensatos e cotidianos
um abrir e fechar as janelas
enquanto as estrelas de esparramam

Roseana Murray

Um comentário:

  1. demasiada humanidade
    em impressivo verso

    um mote forte marcado pela força da palavra
    cuidadosamente surgida

    Bjo.

    ResponderExcluir